Distinção entre minerais e rochas
Os minerais são substâncias naturais que se formam dentro de diferentes tipos de rochas. Para extraí-los, às vezes é necessário cavar bem fundo abrindo minas, poços e túneis.
 Mina Bingham Canyon Buraco Escavacao Cobre Utah Imagens Terra
maior mina da Terra em bingham canyon mine

Compostas de agregados minerais, as rochas formam massas de grandes dimensões. Constituem a camada mais externa de nosso planeta, ou seja, a crosta terrestre, ainda que algumas delas, também existam em porções da zona abaixo, o manto.

Camadas da Terra

Afloram, ou apresentam-se no exterior, com aspectos muito variados e, com frequência, caracterizam a paisagem por causa de suas formas e cores, que variam de acordo com os minerais presentes. Originam-se por lentos e contínuos processos de transformação da matéria.

As rochas contêm os mais valiosos dados sobre a história da Terra.

Antes de tudo, é preciso distinguir com clareza as rochas dos minerais que as formam. Os minerais têm uma estrutura homogénea e propriedades constantes. As rochas, por sua vez, não possuem uma composição única e não têm uma fórmula química definida.

Granito porfiroide Rochas e solo para crianças

Rocha granítica com diversos minerais

Um determinado mineral pode caracterizar uma rocha, quer dizer, estar presente nela em grandes quantidades. Nesse caso, diz-se que é um componente essencial da rocha.

Para saberes mais sobre minerais clica em:
Ciclo de rochas

Nas camadas mais externas da Terra, ou seja, a crosta e o manto terrestres, ocorrem os principais processos de formação, transformação e destruição da matéria rochosa, que constituem o denominado ciclo das rochas.

figura26 Rochas e solo para crianças

Para compreender melhor esses processos, devemos ter em conta a presença dos agentes atmosféricos que causam erosão nas rochas e transportam os fragmentos para os vales. Ali, é provável que se acumulem, mas também podem ser enterrados em profundidades onde as altas pressões e temperaturas os transformam. Além disso, a matéria rochosa pode fundir-se e transformar-se em magma, que só aparece no exterior através das erupções vulcânicas.

erosao Rochas e solo para crianças

Solo sujeito a erosão

Tendo em conta a sua origem, estrutura, características químicas e mineralógicas, as rochas dividem-se em três grandes grupos.

As sedimentares, que são as que se originam na superfície terrestre a baixas temperaturas;

estrato6 Rochas e solo para crianças

as magmáticas, que se formam pelo esfriamento e solidificação do magma;

volcano hawaii kilauea Puu oo Rochas e solo para crianças

e as metamórficas, que são produzidas por transformações estruturais e químicas de rochas de outros grupos. .

estalagmites Rochas e solo para crianças
As rochas magmáticas e as rochas metamórficas constituem 95% das terras emersas e as rochas sedimentares, 5% do restante.
Rochas magmáticas intrusivas

São as rochas formadas pelo magma que se solidificou em grandes profundidades. O granito é uma das variedades desse tipo de rocha.
granito Rochas e solo para crianças
Rochas magmáticas extrusivas

São as rochas que são formadas pelo magma solidificado na superfície. Um exemplo de rocha extrusiva é o basalto.
basalto Rochas e solo para crianças
Rochas Sedimentares
São formadas através da sedimentação de partículas de outras rochas existentes ou de materiais orgânicos.

arenito Rochas e solo para crianças calcario Rochas e solo para crianças
Arenito Calcário
Rochas metamórficas
São formadas através de altas pressões e altas temperaturas, nas quais, as outras rochas são transformadas.

Vê mais informações sobre o tipo de rochas e a sua localização em Portugal:

http://www.dct.uminho.pt/rpmic/interactividade/index.html#

Solo

O solo é de importância vital para os seres vivos, pois serve-lhes de suporte dando abrigo às plantas e aos animais e contribui para a sua alimentação, em conjunto com os seres vivos, constitui a Biosfera.

O solo é uma camada superficial da crosta terrestre, constituída por matéria mineral não consolidada e pelos organismos vivos bem como os produtos da sua decomposição. No solo ocorrem constante e simultaneamente complexas reacções em que a matéria mineral se transforma em matéria orgânica e vice-versa.

Os vários tipos de solo diferem entre si devido à rocha-mãe a partir da qual se formaram. A formação de um solo inicia-se com a degradação da rocha-mãe, seguindo-se processos erosivos como o vento e a chuva que desagregam a rocha e provocam alterações químicas que levam à sua fracturação; a temperatura que provoca contracções/dilatações fazendo com que apareçam fendas; a acção dos seres vivos (bactérias, fungos, líquenes, insectos, etc.) que se instalam nos fragmentos rochosos contribuindo também para a sua desagregação; etc.

formacao Rochas e solo para crianças
Um solo maduro, após sofrer meteorização mecânica, meteorização química e incorporação da matéria orgânica, encontra-se dividido em camadas (horizontes). O solo deve apresentar 4 horizontes que se podem dividir em sub-horizontes.
perfil ampl Rochas e solo para crianças
Constituição do solo

Os principais constituintes do solo são a matéria mineral, a matéria orgânica, a água e o ar dependendo as proporções destes constituintes do tipo de solo.

A matéria orgânica, no solo, é constituída por restos vegetais e animais. Uma parte da matéria orgânica constituinte do solo, que corresponde à matéria orgânica decomposta estabilizada, é designada por húmus e acumula-se à superfície.

A matéria orgânica existente no solo facilita a penetração das raízes, a retenção de água e o arar dos solos. Esta forma complexos com a matéria mineral, o que facilita a nutrição das plantas, fornecendo-lhe nutrientes essenciais.

O ar entra na constituição do solo para preencher os espaços existentes entre as partículas sólidas que não são preenchidos pela água. O ar presente nos interstícios entre as partículas de solo resulta da combinação dos gases da atmosfera com os gases libertados durante as actividades biológicas e químicas ocorridas ao nível do solo, daí ser também chamado atmosfera do solo. Um solo pouco arejado é também pouco produtivo pois não oferece oxigénio suficiente para a respiração das raízes.

A presença de ar no solo influencia não só a sua produtividade mas também a sua cor.

A água é o constituinte do solo onde se encontram substâncias dissolvidas. Desempenha uma importante função na formação de um solo e é indispensável às formas de vida dos solos.

A quantidade de água no solo (humidade) depende de vários factores como o clima, a textura, estrutura e permeabilidade do solo, a acção dos seres vivos e varia com o tempo e a situação geográfica do solo considerado. A sua percentagem num solo não é constante porque se encontra sempre em movimento; pode infiltrar-se, evaporar-se ou ser absorvida pelas plantas.

Tipos de solo

Solos arenosos
Os solos arenosos têm boa ventilação. Plantas e microorganismos vivem com mais dificuldade, devido à pouca humidade. O solo arenoso possui teor de areia superior a 70%.

Solos argilosos
Não são tão arejados, mas armazenam mais água. São menos permeáveis, a água passa mais lentamente ficando então armazenada.
Solo humífero
Esse solo apresenta uma quantidade maior de húmus em relação aos outros. É um solo geralmente fértil, ou seja, um solo onde os vegetais encontram melhores condições para se desenvolverem.

Solo calcáreo
A quantidade de calcário nesse tipo de solo é maior que em outros solos. Desse tipo de solo é retirado um pó branco ou amarelado, que pode ser utilizado na fertilização dos solos destinados à agricultura e à pecuária. Esse solo também fornece a matéria-prima para a fabricação de cal e do cimento.

Faz os exercícios sobre a matéria anterior:
Para saberes mais sobre este tema vai ao site:
adeus Rochas e solo para crianças

Fonte :
Rochas e solo

Pesquisa personalizada

Atividades de educaçao infantil